Governo divulga potencial do Pecém em maior evento de investimentos estrangeiros da América Latina

31 de maio de 2021 - 08:17 # #

Considerado o maior evento de investimentos estrangeiros da América Latina, o Fórum de Investimentos Brasil (BIF) 2021 teve início nesta segunda-feira, 31, com a participação de autoridades dos governos federal, estaduais, municipais e executivos de grandes empresas do mundo. Nesta edição, realizada de forma virtual, o Ceará foi representado pelo titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Júnior, que destacou o potencial do Complexo do Pecém na captação de investimentos estrangeiros para o Estado.

“Construído há 19 anos, o Pecém é um projeto jovem, mas completamente concluído e estruturado, já na segunda fase de ampliação, que também tem agregado uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE), a única instalada e em funcionamento no Brasil”, ressaltou o secretário durante sua apresentação no BIF 2021. “Outro ponto importante é a organização logística e de facilites proporcionada pelo Porto, que é um terminal privativo de uso misto, bastante eficiente e competitivo, de custo baixo e de alto nível de produtividade”, afirmou.

Diretora comercial do Complexo do Pecém, Duna Uribe também participou do evento.

Na edição deste ano do BIF, que é organizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil)Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Governo Federal, o Ceará também traz ao evento um stand virtual com 14 importantes projetos do Estado, incluindo os parques eólicos offshore; o Microcrédito, recentemente lançado pelo Programa Ceará Credi; e o HUB de Hidrogênio Verde, que será instalado no Complexo do Pecém.

“Nossa meta é fortalecer, no Brasil, não só a produção de combustíveis limpos para exportação, mas também contribuir para o fortalecimento de toda uma cadeia ligada a transportes, combustíveis sintéticos, produção de amônia, fertilizantes, produção metalmecânica e toda uma indústria química que pode se desenvolver a partir dessa força que é a produção de Hidrogênio Verde. Venham para o Pecém, venham para o Ceará”, disse Maia Júnior, durante o painel que apresentou as oportunidades de investimento em todos os estados brasileiros.

ALCANCE GLOBAL

Durante a abertura do evento, que continua sua programação ao longo desta terça-feira, 1º, o presidente da Apex-Brasil, Augusto Pestana, celebrou o fato de a edição 2021 do BIF ter quebrado o recorde de participantes, tendo em vista que superou o patamar de 5 mil inscrições, oriundas de mais de 100 países.

“Somos o mais importante fórum de investimentos da América Latina e estamos nos consolidando como um dos mais representativos do mundo. Neste ano, alcançamos esse número inédito de homens e mulheres de negócios, que estão aqui para receber informações sobre o Brasil e aproveitar as oportunidades que oferecemos em todos os setores e em todas as regiões”, salientou Pestana.

Presidente do BID, Maurício Claver-Carone também destacou que a instituição financeira, que tem sede em Washington, nos Estados Unidos, acredita fortemente no poder de reação do Brasil para superar a crise econômica desencadeada pela Covid-19. “Devemos fazer uso do poder que o Brasil possui, em parceria com BID, para que consigamos nos recuperar desse período tão difícil”, afirmou. Segundo ele, em 2020, o BID alocou US$ 40 milhões para apoiar o Brasil durante a pandemia. Para os próximos anos, ele garante que o banco pretende destinar US$ 1 bilhão para apoiar projetos de investimento no País.

“Precisamos de união dos setores público e privado para que trabalhemos juntos e façamos tudo o que for possível com as oportunidades disponíveis. O nosso objetivo é fazer com que nenhuma grande oportunidade seja desperdiçada”, pontuou o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento.