ZPE Ceará discute potencial do Hidrogênio Verde em Fórum Brasileiro de Zonas de Processamento de Exportação

15 de fevereiro de 2022 - 16:00 |

Em seu segundo e último dia, o 4º Fórum Brasileiro de ZPEs, realizado na cidade de Parnaíba, no Piauí, foi palco, nesta terça-feira (15), de um painel sobre a importância do Hidrogênio Verde para o desenvolvimento das Zonas de Processamento de Exportação no Brasil. O evento contou com a participação da diretora de operações da ZPE Ceará, Andréa Freitas, que falou sobre as perspectivas da Free Trade Zone cearense relacionadas ao H2V.

“Os projetos de Hidrogênio Verde, para terem viabilidade no Brasil, precisam estar inseridos dentro de uma ZPE, gozando assim de todos os benefícios administrativos, fiscais e tributários oferecidos. Na ZPE Ceará, reunimos todas as condições para que esses projetos sejam concretizados e se tornem um novo marco para o desenvolvimento econômico do Estado”, ressaltou Andréa Freitas.

Durante o painel, que teve como moderador Victor Hugo Saraiva, diretor-presidente da Investe Piauí; e como expositor Marcel Haratz, CEO da Nexway, empresa do grupo Comerc Energia, especializada em eficiência energética, a diretora de operações da ZPE Ceará também falou sobre os diferenciais competitivos que o Estado oferece para tornar realidade esses projetos de H2V.

“O Ceará possui um gigantesco potencial eólico e solar, o que é fundamental para viabilizar a produção do Hidrogênio Verde. Além disso, a nossa ZPE é completamente integrada com o Porto do Pecém, que já possui uma ampla rede de distribuição de gás, que conecta todo o Complexo. Isso sem falar da nossa parceria com o Porto de Roterdã, que nos traz o know-how do maior porto da Europa, que já se prepara para operar o Hidrogênio Verde”, disse a diretora.

Acionista majoritário do Complexo do Pecém, que é composto por uma Área Industrial, Porto do Pecém e ZPE Ceará, o Governo do Estado do Ceará já assinou 15 Memorandos de Entendimento (MoU) para a implantação de projetos de Hidrogênio Verde. Desse total, 10 memorandos dizem respeito a empresas estrangeiras ou controladas por capital estrangeiro, sendo três da França, duas da Austrália, duas da Alemanha e uma da Holanda, Estados Unidos e Espanha.

Encontro com ZPEs nacionais e estrangeiras

Ontem, durante o primeiro dia de evento, a ZPE Ceará participou de um encontro com representantes de 12 empresas administradoras das ZPEs brasileiras, além de membros de quatro Free Zones estrangeiras, incluindo o presidente da Federação Mundial de Zonas Francas (Femoza), Juan Torrents; e o vice-presidente da Organização Mundial de Zonas Fracas (WFZO) e presidente de honra da Associação de Zonas Francas da América Latina (AZFA), Martin Ibarra.

No período da noite, a diretora Andréa Freitas e o procurador jurídico da ZPE Ceará, Bruno Marques, participaram também de um encontro com Witold Uhma, diretor da Katowice Special Economic Zone (Polônia), uma das principais Free Zones da Europa; e Ekaterina Evdokimova, membro-fundadora e sócia-gerente da ZEE Stupino Quadrat, a primeira zona especial privada da Rússia.

FALE CONOSCO

Preencha o formulário abaixo,
será um prazer responder!

    ONDE ESTAMOS

    Rodovia CE- 155, Km 11.5, s/n - Esplanada do Pecém, São Gonçalo do Amarante - CE, 62674-000